Blog

Como estudar Medicina na Bolívia: melhores faculdades, custos e documentos necessários

07 Jan 2022 - Categoria: Blog /
medicina bolivia

A dificuldade em cursar Medicina no Brasil, seja pelo nível do vestibular de universidades públicas ou pelo custo das mensalidades altíssimas em universidades privadas, faz com que muitas pessoas que querem se tornar médicos busquem estudar fora do país. A Argentina, por exemplo, é um destino muito procurado, mas também existem aqueles que se perguntam sobre como estudar Medicina na Bolívia.

Estima-se que haja mais de 20 mil estudantes brasileiros morando na Bolívia, atualmente. O número só cresce e diante das semelhanças entre o sistema de saúde público do país com o brasileiros, muitos jovens querem saber se vale a pena estudar Medicina na Bolívia.

O grande atrativo do curso de Medicina em universidades públicas da Bolívia é, além da grande quantidade de vagas, o fato de não ser preciso prestar vestibular, nem nenhuma outra prova de entrada. Já nas universidades privadas, vestibulares são opcionais e, em geral, não são aplicados. Apesar disso, elas exigem que estudantes estrangeiros cumpram com cursos preparatórios e tenham boas notas ao longo da graduação.

Outro importante atrativo para estudantes brasileiros é a simplicidade do processo burocrático. Os documentos necessários para estudar Medicina na Bolívia são apenas o documento de identidade, certidão de nascimento, o comprovante de formação no Ensino Médio e o histórico escolar, cuja validação por meio de apostilamento só é exigida segundo semestre.

Além disso, como a Bolívia faz parte do Acordo sobre Residência para Nacionais dos Estados Partes do Mercosul, o processo de obtenção de um visto de residência é bem simples. Basta preencher um formulário de requerimento pagando as taxas exigidas, entregar uma foto 3x4, declarar um endereço eletrônico, possuir um passaporte válido ou documento de identidade, certidão de nascimento ou casamento e certidão negativa de antecedentes penais.

Resumo

Faculdades de Medicina na Bolívia

Para quem quer saber como estudar Medicina na Bolívia, é importante saber quais são as melhores faculdades de Medicina no país e onde elas ficam.

No que diz respeito a instituições públicas, nem todas oferecem o curso de Medicina e elas em geral não são muito procuradas por estudantes brasileiros, já que a concorrência é alta.

Universidad Mayor de San Simón (UMSS)

De qualquer forma, vale mencionar a Universidad Mayor de San Simón (UMSS), considerada a melhor universidade pública do país, sendo a terceira mais antiga da Bolívia.

Devido ao alto nível, para poder ingressar na faculdade de Medicina da UMSS, é exigido que todos estudantes façam um curso preparatório de três meses de três disciplinas. No final, é necessário ser aprovado nas três para dar início ao curso de fato.

A UMSS está localizada em Cochabamba, conhecida como "a cidade da eterna primavera" por seu clima agradável. Em comparação com as cidades grandes do país, como La Paz ou Santa Cruz de la Sierra, Cochabamba é muito tranquila e segura, com muitas áreas verdes.

Existe uma maior oferta de cursos de Medicina em universidades particulares, cujo acesso também é mais fácil. Com relação à mensalidade, ela tende a variar entre R$ 700 e R$ 1.200 na maioria das instituições.

No total, os estudantes desembolsam entre R$ 10.500 e R$ 22 mil, dependendo da universidade escolhida e de conseguir uma bolsa de estudo.

Universidade Católica Boliviana San Pablo (UCB)

A Universidade Católica Boliviana San Pablo (UCB) é considerada a melhor universidade particular do país e oferece diversas possibilidades de bolsas de estudo. O campus que oferece o curso de Medicina está localizado em Santa Cruz de la Sierra, a cidade mais desenvolvida e populosa da Bolívia.

Univalle

Por outro lado, no que diz respeito ao curso de Medicina, a Univalle tem mais destaque por conta de sua estrutura: são dois hospitais-escola próprios que a instituição oferece aos alunos. A graduação pode ser cursada em três dos cinco campus que possui a Univalle, em Cochabamba, Santa Cruz de la Sierra e La Paz.

Aqui, vale ressaltar a grande vantagem de viver em La Paz, que é justamente a de estar na capital, com toda a estrutura que ela conta. Entretanto, é importante considerar que é em La Paz onde se notam mais os efeitos da altitude, algo que não ocorre em Santa Cruz, por exemplo, e, por ser a capital, o custo de vida tende a ser mais elevado.

Outras Universidades

No entanto, as universidades que mais recebem brasileiros são a Universidad Cristiana de Bolívia (Ucebol) e a Universidade de Aquino (Udabol). Na Udabol, o valor da mensalidade é de aproximadamente US$ 150 (por volta de R$ 820), já na Ucebol, cerca de US$ 130 (R$ 710).

A Universidad Privada Abierta Latinoamericana (UPAL) também é muito procurada por estudantes brasileiros devido às mensalidades mais acessíveis e às bolsas de estudos oferecidas para atletas (de 50%) e artistas (de 30% para alunos que se destaquem em atividades de dança, canto e teatro).

A Ucebol e a Udabol têm seus campus em Santa Cruz de la Sierra. Aliás, é por conta da grande quantidade de campus de diversas instituições que a cidade é conhecida por ser uma cidade universitária, repleta de brasileiros que vão morar na Bolívia por motivos de estudo.

Assim, ela é ideal para quem quer ir estudar Medicina na Bolívia sem perder aquele gostinho de estar em casa. O campus da UPAL, por outro lado, fica em Cochabamba.

De qualquer forma, seja cursado numa instituição pública ou privada, o curso de Medicina na Bolívia tem a mesma duração em todas elas: seis anos. São dez meses de curso e um ano de internato rotatório, sendo que o internato pode ser feito no Brasil.

O diploma de Medicina na Bolívia é aceito no Brasil?

A preocupação mais comum de quem vai estudar na Bolívia é a revalidação do diploma de Medicina no Brasil. Existem duas formas de fazer com que o diploma de Medicina boliviano seja aceito no Brasil.

A primeira é realizar a revalidação por uma universidade pública brasileira que tenha o curso do mesmo nível e área. Cada instituição tem seu próprio processo, que costuma envolver a realização de exames de alto nível.

A segunda forma, e a mais habitual, é realizando o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos, o Revalida. A prova, porém, não é mais fácil do que as de universidades públicas e, nas edições dos últimos anos do Revalida, cerca de somente 30% dos estudantes com diplomas bolivianos foram aprovados no exame.

Como estudar Medicina na Bolívia: custo de vida

Para além da vida universitária, quem quer ir estudar Medicina na Bolívia precisa saber dos outros custos relacionados à vida na Bolívia. Reforçamos que viver na capital, La Paz, sai mais caro do que viver em Cochabamba ou Santa Cruz. De qualquer forma, o custo de morar no país é, em geral, menor do que o custo de vida no Brasil.

Segundo o site Expatistan, a Bolívia é o quarto país mais barato da América Latina. O aluguel de uma kitnet, por exemplo, gira em torno dos R$ 1.136,00; já o aluguel de um apartamento de 85m2 ficaria em torno de R$ 1.773.

Se você busca ir fazer faculdade de Medicina na Bolívia e, portanto, precisará contar com a ajuda da sua família para se sustentar, opte por serviços especializados para que o seu dinheiro, e o de sua família, renda ao máximo. A Small World conta com anos de experiência em transferências internacionais de dinheiro de forma rápida, segura e transparente

Por meio da internet ou do aplicativo, é simples mandar e receber dinheiro. Para enviar, basta pagar a remessa com cartão de crédito ou optar por pagar um boleto bancário.

O destinatário ainda pode escolher mandar o valor diretamente para a conta bancária do beneficiário ou ainda para um de nossos postos físicos, onde o beneficiário pode sacar o dinheiro.

Oferecemos a melhor conversão entre o real e o boliviano, a moeda da Bolívia, e o primeiro envio é livre de taxas adicionais. Entre em nosso site e realize uma simulação.



Cookies

Usamos cookies e outras ferramentas de análise que nos ajudam a entender como você usa nossa página e com isso criar uma experiência mais adaptada para nossos usuários. Ao selecionar "Aceitar", você esta de acordo com o uso de cookies. Mais informação