Blog

História do Dia dos Namorados: origem do Dia de São Valentim

11 Fev 2021 - Categoria:
Dia dos Namorados

Você conhece a história do Dia dos Namorados? Conhecido em muitos países como Dia de São Valentim, a data é comemorada no dia 14 de fevereiro, e celebra o amor e a união entre casais e namorados. Troca de cartões, flores, chocolates, presentes e jantares especiais fazem parte da tradição.

Embora quase todo mundo comemore a data, poucas pessoas conhecem a sua curiosa história. Vamos falar sobre isso?

Resumo

Qual é a história do Dia dos Namorados?

A comemoração do Dia dos Namorados remonta ao Império Romano. Tudo aconteceu quando um bispo foi proibido de realizar casamentos pelo imperador romano Claudius II. Descumprindo a ordem imperial, o bispo Valentim continuou com as celebrações de matrimônio secretamente. Ele acabou sendo descoberto e condenado à morte.

Já na prisão, recebia inúmeros bilhetes e cartões de jovens apaixonados que valorizavam o amor e o casamento, e reconheciam a sua luta. Apesar do apoio dessas pessoas, Valentim foi decapitado em 14 de fevereiro do ano 270. Em sua homenagem foi criado o Dia de São Valentim, ou o Dia dos Namorados, uma data destinado ao amor.

Qual é a história de São Valentim?

Valentim foi bispo na Idade Média, sob o comando do Imperador Cláudio II (que foi de 268 a 270 d.C.) ou Marco Aurélio Valério Cláudio que, como vimos, proibiu a realização de casamentos. A ordem tinha como objetivo fazer com que mais homens se alistassem como soldados, já que o Império estava envolvido em muitas guerras. O imperador acreditava que muitos homens não se dispunham a se alistar por não quererem abandonar suas esposas, noivas e namoradas, e colocar as suas vidas em risco.

Diante disso, Cláudio II tomou uma decisão, não seria permitido casamentos durante as guerras. Valentim não estava de acordo com isso. O bispo lutou bravamente contra a imposição de seu imperador, sendo condenado a prisão e a morte por sua desobediência. Na cadeia, recebeu muitos presentes e mensagens de gratidão de pessoas que acreditavam no amor. Foi também durante este tempo que se apaixonou pela filha de um dos carcereiros, que era cega. Milagrosamente, o bispo foi quem reestabeleceu a sua visão.

O romance foi breve, já que logo ele foi executado. Antes de sua morte, ele deixa uma carta para sua amada, que foi assinada com a expressão “de seu Valentim”. Logo tornou-se tradição enviar bilhetes e presentes para a pessoa amada no dia de São Valentim, o que resultou no fenômeno moderno que conhecemos hoje como Dia dos Namorados.

Tradições do Dia dos Namorados

Agora que você já conhece a história do Dia dos Namorados, vamos falar mais sobre o que acontece neste dia. Casais em todo o mundo aderiram à celebração, que tem como principal tradição a troca de presentes. Não é a toa que todo o comércio se move em direção a data.

Atualmente, graças a globalização e aos inúmeros recursos tecnológicos, nem mesmo a distância impede a comemoração do Dia de São Valentim. Empresas visionárias têm se empenhado na troca de presentes entre pessoas que moram em diferentes países e cidades. O importante é que não passe em branco e que, de alguma forma, a pessoa amada seja presenteada, que o amor seja declarado, e que o dia seja especial para o casal.

Cada país tem as suas próprias tradições, veja só como algumas delas são curiosas:

Japão

No Japão oferecer flores e realizar jantares não é o principal costume, no Dia de São Valentim as mulheres oferecem aos seus maridos chocolates, o que é quase uma obrigação social. E o tipo de chocolate varia de acordo com a relação, o giri-choko se dá a homens por quem ela não está apaixonada, o cho-giri choko, dá-se a homens com os quais se tem pouca ligação e o homnei-choko deve produzido pela própria pessoa, e entregue ao seu verdadeiro amor.

Filipinas

Nas Filipinas aconteceu algo muito curioso. O governo passou a patrocinar casamentos na data, o que levou a matrimônios em massa no dia 14 de fevereiro. As cerimônias geralmente acontecem de forma coletiva em shoppings e espaços públicos.

Coreia do Sul

Na Coreia também são as mulheres que presenteiam aos homens no Dia dos Namorados. A coisa muda no dia 14 de março, no feriado conhecido como White Dary, quando são eles a presentear suas amadas com montantes de flores e chocolates.

Dinamarca

Na Dinamarca a data só foi reconhecida no início dos anos 90, mas ao invés de rosas, os namorados trocam flores chamadas snowdrops. Normalmente os homens dão às suas parceiras também um cartão-brincadeira, com um poema engraçado. A brincadeira envolve ainda o anonimato, e a mulher deve tentar adivinhar o remetente.

História do Dia dos Namorados no Brasil

O Brasil também tem a própria tradição. A principal diferença é o dia escolhido. Embora falemos sobre o famoso Dia de São Valentim, o Dia dos Namorados é celebrado no dia 12 de junho. Aqui a data foi criada com objetivos claramente comerciais, e junho foi escolhido por ser uma época de vendas mais fracas. Por trás da data está o empresário João Dória, seu idealizador. Tudo aconteceu quando ele formulou uma campanha publicitária para o dia 12 de junho de 1949 estimulando o amor ao parceiro através de presentes. A campanha tinha como slogan a frase: "Não é só com beijos que se prova o amor".

O dia não foi aleatório, já que antecede o dia de Santo Antônio, considerado o "santo casamenteiro".

Presenteie a pessoa amada

Você nem precisa estar perto para presentear. Com a Small World você pode enviar remessas para mais de 90 países. Surpreenda quem você ama independente da distância!

Usamos cookies e outras ferramentas de análise que nos ajudam a entender como você usa nossa página e com isso criar uma experiência mais adaptada para nossos usuários. Ao selecionar "Aceitar", você esta de acordo com o uso de cookies. Mais informação.